Busca:

Saiba quais são os rendimentos que devem ser declarados no IR


Tirando algumas duvidas no que diz respeito a declaração do imposto de renda, apresentamos a você esta matéria sobre quais rendimentos devem ser declarados no IR.

Par começar vamos colocar em claro que todos os rendimentos obtidos do trabalho ou da prestação de serviços, com quaisquer relação laboral, devem estar compreendidas na declaração.

Algumas das muitas duvidas que aparecem na hora de fazer a declaração do imposto de renda, e sobre aqueles rendimentos que devem ser ou não, inclusos na declaração do IR.

A receita federal vem alertando ao público em geral que cada vez está mais afinada a tecnologia de cruzamento de dados, e que isso pode ate levar mais pessoas para malha fina, desde que a revisão não de certo entre o declarado pela pessoa e os dados que dela tem a própria receita federal  declarado por outros usuários que podem ser os próprios empregadores, sócios de empresas, etc.  Porém o perigo de cair na malha fina e bem maior se você não fizer a sua declaração corretamente e com sinceridade.

A continuação uma pequena relação do que você precisa “lembrar” para declarar no seu imposto de renda e não ter futuras dores de cabeça.

Salários e ordenados (inclusive férias), proventos de aposentadoria, de reserva ou de reforma, pensões civis e militares, retiradas, gratificações e participações no lucro, verbas de representação e remuneração de estagiários e de residentes

• Benefícios recebidos de entidades de previdência privada, de Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e de Fundo de Aposentadoria Programada Individual (Fapi).

• A parcela dos rendimentos de pensão e dos proventos de aposentadoria, transferência para a reserva remunerada ou reforma, excedente ao limite mensal de isenção (R$ 1.434,59), paga pela previdência oficial ou privada ou por qualquer pessoa jurídica de direito público interno, a partir do mês em que o contribuinte completou 65 anos de idade

• Resgate de contribuições recebido em razão de desligamento do plano de benefícios de entidade de previdência privada, exceto as contribuições pagas pelo contribuinte entre 01/01/1989 e 31/12/1995

• Os recebidos por titular/sócios de pessoa jurídica, inclusive microempresa, empresa de pequeno porte e sociedades civis, a título de remuneração pela prestação de serviços ou quaisquer outros pagamentos, como pro labore e aluguéis

• Despesas ou encargos pagos pelos empregadores em favor do empregado, como aluguéis, contribuições previdenciárias, imposto de renda, seguros de vida, despesas de locomoção

• 25% dos rendimentos do trabalho assalariado recebidos em moeda estrangeira por servidores de autarquias ou repartições do governo brasileiro situadas no exterior

• Rendimentos de profissões, de ocupações e de prestação de serviços (inclusive de representante comercial autônomo)

• Honorários de autônomos, como médico, dentista, engenheiro, advogado, veterinário, professor, economista, contador, jornalista, pintor, escultor, escritor, leiloeiro

• Emolumentos e custas de serventuários da Justiça

• Exploração individual de contratos de empreitada de trabalho, como trabalho arquitetônico, topográfico, de terraplenagem e de construção

• Direitos autorais de obras artísticas, didáticas, científicas, urbanísticas, projetos técnicos de construção, instalação ou equipamento, quando explorados diretamente pelo autor ou criador do bem ou da obra

• Rendimentos recebidos a título de Vantagem Pecuniária Individual, instituída pela Lei nº. 10.698, de 2 de julho de 2003, e de Abono de Permanência, a que se referem o § 19 do art. 40 da Constituição Federal, o § 5º do art. 2º e o § 1º do art. 3º da Emenda Constitucional nº 41, de 19 de dezembro de 2003, e o art. 7º da Lei nº. 10.887, de 18 de junho de 2004

• 10%, no mínimo, dos rendimentos recebidos pelos garimpeiros, de empresas legalmente habilitadas, pela venda de metais preciosos, pedras preciosas e semipreciosas por eles extraídos

• 40%, no mínimo, do rendimento do trabalho individual no transporte de carga e de serviços com trator, máquina de terraplenagem, colheitadeira e assemelhados quando o veículo ou a máquina utilizada for de propriedade do contribuinte ou locado e conduzido exclusivamente por ele

• 60%, no mínimo, do rendimento do trabalho individual no transporte de passageiros quando o veículo for de propriedade do contribuinte, ou locado e conduzido exclusivamente por ele

• Pensões ou alimentos (inclusive provisionais) em cumprimento de decisão judicial ou acordo homologado judicialmente (esses rendimentos sujeitam-se ao recolhimento mensal obrigatório (carnê-leão) em nome do beneficiário, ainda que este seja menor de idade)

Então, depois de ver qual dos acima citados você percebe, e hora de começar a juntar os papeis e faturas que acreditem os ingressos e gastos que você pretende declarar.

Post Relacionados

4 Comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

  1. Em 2009, adquiri à vista um automóvel em uma revenda, dando o meu antigo automóvel como entrada e mais uma soma em dinheiro para completar o valor do novo automóvel. Como devo declarar essa compra? Informar a compra do novo automóvel pelo seu preço total ou apenas o valor em dinheiro utilizado para completar o valor total? O meu antigo automóvel encontra-se na revenda (a quem conferi poderes para sua venda por meio de uma procuração), ainda em meu nome, aguardando um novo comprador.

    Comentário por Helio — 1 de abril de 2010 #

  2. uma pessoa que recebe por més 1.6004 reais sendo aposentada ,ten que declarar o enposto de renda?

    Comentário por nalzica brito da silva bezerra — 1 de março de 2011 #

  3. Caro leitor, somos um portal de informação sobre o imposto de renda, por consultas particulares sobre declaração do IR, encorajamos nossos leitores para consultar um profissional contábil para se ter todas as garantias de que a declaração terá contemplado todos os pontos que o seu caso particular merece.
    A declaração em si, tem tantas particularidades dependendo do contribuinte e a situação que ele apresenta que é arriscado para nós e de pouco valor de orientação para você, por não conhecer em profundidade o seu caso.
    Muito obrigada por ler nosso blog, aqui terá as mais recentes novidades sobre o Imposto de Renda. Volte sempre.
    MGonzalez

    Comentário por MGonzalez — 27 de outubro de 2011 #

  4. Caro leitor, encorajamos você e entrar em contato com a central de atendimento da Receita Federal para que possam informar sobre o seu caso particular corretamente, a que eles poderão ter acesso aos seus dados fiscais e lhe orientar de uma forma mais efetiva que nós, ao desconhecer grande parte dessa informação.
    Muito obrigada por ler nosso blog, volte sempre.
    MGonzalez

    Comentário por MGonzalez — 27 de outubro de 2011 #

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil